Batismo 11/2019

O batismo cristão é um batismo de arrependimento. Isso significa que a pessoa que foi batizada escolheu Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador por vontade própria, depois de reconhecer seus pecados, arrepender-se deles e abandoná-los (At 2:38-41).

A Ana fez sua confissão pública de fé cumprindo a ordenança de Cristo ao descer as águas do batismo (Mt 28:19). Sua decisão foi pessoal e com entendimento sobre o significado do batismo.

O batismo não salva ninguém. Jesus disse que quem crer (e for batizado por crer) será salvo e quem não crer será condenado; note que ele não disse “quem não for batizado será condenado”, mas sim “quem não crer”.

O batismo segue a fé que nos leva à salvação, mas ele em si não é um meio de salvação. Veja o exemplo do ladrão que foi crucificado com Cristo e a quem Jesus disse que estaria com ele ainda aquele dia no paraíso (Lc 23:39-43); ele somente creu e nem pôde ser batizado, mas não deixou de ser salvo por isto. O ladrão não tinha condições de passar pelo batismo, mas alguém que crê deve obedecer à ordenança de Cristo e ser batizado, caso contrário estará em deliberada desobediência a Deus, o que poderá impedir-lhe de entrar para a vida eterna.


Parabéns a Ana por sua decisão, que Deus a abençoe!


Daniele nasceu na cidade de Porto Alegre/RS, mas cresceu e viveu até os 24 anos na cidade de Parobé/RS. Casada com Leonardo Laydner, é formada em Marketing pela UNINTER, trabalha como consultora em Mídias Sociais e E-commerce. É aluna no Seminário Teológico Carisma desde 2019 e também vem constantemente ampliando seus conhecimentos em Marketing Digital. É voluntária na Comunidade Voz de Alerta (CVA) desde 2009 na difusão de conteúdo e mídia informativa. Responsável também pelos desenvolvimentos de websites em plataformas como o Wordpress.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.