Dez erros que impedem o crescimento espiritual III

O que quer dizer combinar o lado “secular” da vida com o “espiritual”, para que Cristo seja parte integrante de tudo o que pensamos, dizemos e fazemos? O que fazer para podermos dizer como Paulo: “Para mim viver é Cristo”? (Fp 1:21).

Este estudo é baseado no livro “FIQUE ESPERTO” do Ver. Tom Allen, publicado pela Editora Betânia, Belo Horizonte, 1ª Ed 2000.

 

Terceiro erro: Não tornar Cristo parte integrante de todos os aspectos de sua vida.

Muitos crentes estão divididos entre o “eu secular” e o “eu espiritual”. Quando estão na “vida secular” são iguais aos vizinhos da sua rua. Bom esposo, paga as contas, ajuda projetos comunitários, doação de alimentos, campanha do agasalho, etc. Porém passa desapercebido em sua comunhão com Cristo. Não fala nada que incomode as pessoas e nunca se posiciona em defesa da fé.

Então tem a sua “vida espiritual”, nunca falta um culto, conhece a linguagem cristã, decorou a maioria dos hinos, sempre oferta nos cultos e todos pensam que ele é um bom crente.

Temos aqui duas personalidades distintas indo em direções opostas, enquanto tentam existir dentro de uma só pessoa. É triste ver pessoas assim, embora amem ao Senhor, parece-lhes impossível integrar Cristo em todos os aspectos de sua vida.

Viver 100% Cristo em nossa vida não significa orar em voz alta no refeitório da empresa. Não implica levar e ler nossa Bíblia, para que todos vejam, também não é pregar a cada pessoa que cruze nosso caminho no dia. Então o que fazer para tornar Cristo o SENHOR de TODA a nossa VIDA? Vamos analisar três aspectos:

 

  1. Pensamentos – (Fp 2:5) Para que haja integração do Salvador na nossa vida diária e para que pensemos os pensamentos de Cristo, temos que transformar nossa mente. Paulo diz que daremos o primeiro para esta mudança quando rejeitarmos o modo de pensar do mundo e buscarmos a renovação espiritual da nossa mente. Leia Rm 12:2; Cl 3:2; Ef 4:21-24.

 

  1. Palavras – (Tg 3:10-11) Alguns crentes desenvolveram duas linguagens distintas: uma para a igreja e outra para os demais lugares. Não é só o uso da linguagem obscena que é o problema, o mal pode aparecer na forma de piadas indecentes, insinuações sexuais, difamação, mentiras, críticas maldosas, julgamentos e outros. É um erro desenvolver estas “duas linguagens”, ela é produto de falta de maturidade e leva à personalidade “espiritualmente dupla”. Leia Ef 4:29; Ef 5:4; Cl 3:8; Mt 12:36-37.

 

  1. Ações – (At 10:38) É vital termos um único padrão de comportamento. Devemos ser na igreja o mesmo que somos no trabalho e vice-versa. Também devemos praticar os atos de Cristo numa base coerente. “E o segredo é este: Cristo está em vocês, o que lhes dá a firme esperança de que vocês tomarão parte na glória de Deus” (Cl 1:27). Pensamentos, palavras e ações: três áreas em que podemos descobrir se estamos ou não crescendo na graça e conhecimento de Deus.

 

Ponha em discussão:                          

  • Faça da sua família, uma igreja! Faça um culto semanal na sua casa!

 

 

Pr. Enoque Müller Pedroso nasceu na cidade de Canoas/RS. É Técnico em Eletromecânica, formado também em Teologia pela EETAD (Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus). Em 2006 deixou um promissor emprego na secção administrativa, do setor de manutenção mecânica de uma grande empresa no ramo do vestuário, para assumir em tempo integral o ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.