Dez erros que impedem o crescimento espiritual V

Um dos erros mais praticados por nós cristãos é a DISTRAÇÃO. A distração é uma arma poderosa de satanás para desviar nossa atenção do que realmente importa. Perdemos tempo, energia e dinheiro em coisas fúteis. Precisamos rever nossas prioridades.

Este estudo é baseado no livro “FIQUE ESPERTO” do Ver. Tom Allen, publicado pela Editora Betânia, Belo Horizonte, 1ª Ed 2000.

 

 

Tito 3:9-11

Quinto erro: Não priorizar as coisas importantes.

Leia 2 Timóteo 2:16. Não podemos permitir que assuntos pouco importantes tirem nossa atenção daquilo que Deus está fazendo e do que Deus quer que nós façamos. Vamos ver algumas distrações que o diabo vem usando para impedir nosso crescimento espiritual.

 

1 – A Distração da Organização – Deus se agrada de ordem (1 Co 14:40). Entretanto, levado ao extremo, o desejo intenso de ter tudo perfeitamente organizado pode se tornar uma distração trágica. Quando trabalhava na empresa Marisol Calçados fiz parte de um comitê de segurança e qualidade (CCQ), neste comitê nós elaborávamos regras e controles nos métodos de trabalho. Eram dezenas de polígrafos e anotações, cada setor da fábrica tinha suas regras e métodos de trabalho a serem seguidos. Se a liderança da igreja tiver essa mentalidade, o Corpo de Cristo se tornará uma organização e não um organismo vivo. A igreja não pode seguir as mesmas regras e regulamentos que norteiam uma empresa. Embora necessitamos algumas diretrizes, elas devem se limitar ao mínimo para que Cristo tenha a máxima autonomia na liderança do seu povo. Cuidado com a distração organizacional!

 

2 – A Distração Doutrinária – Vamos pensar num alvo. No centro fica a “mosca”, se você acerta ali leva a maior pontuação. Depois tem os círculos. As doutrinas pelas quais vale a pena morrer ficam na “mosca” no centro do alvo depois ficam as secundárias e depois as triviais, etc. As doutrinas essenciais são: A queda do homem, a salvação somente por Cristo, a realidade da vida eterna e da morte eterna, a divindade de Cristo, morte e ressurreição de Cristo, sua segunda vinda e outras. No anel externo ficam as doutrinas sobre o arrebatamento antes da tribulação no meio ou após a tribulação, formas de batismo, mulher no ministério, óticas diferentes sobre o milênio e outras. No próximo anel mais a margem do alvo temos as perguntas: Paulo foi casado? Quem escreveu o livro de Hebreus? Qual árvore Adão e Eva comeram?

Podemos ver claramente o povo de Deus se dividindo e perdendo a batalha para o diabo por estar em confusão e conflito entre irmãos.

Os crentes maduros reconhecem que não tem todas as respostas para questões tão difíceis. Alguns dos maiores teólogos da história já lutaram com esses dogmas e não conseguiram chegar a um consenso. Podemos dizer “não sei” sem nos sentir inferiores. Podemos aceitar o fato de que outros tem opiniões diferentes sobre assuntos doutrinários não essenciais. Podemos discordar uns dos outros sem deixarmos de expressar amor e respeito para com aqueles que enxergam as coisas de modo diferente.

É claro que não vamos ceder no tocante aos pontos essenciais, as “doutrinas da mosca”. Com essas questões não fazemos concessões. Precisamos nos apegar firmemente às verdades dessa natureza e declarar sem vacilar: “Eu creio nisso”. À parte desses credos essenciais, há espaço para opiniões variadas de pessoas consagradas a Deus que veem as coisas diferentes de nós. Desperdiçamos muito tempo e as vezes dinheiro nos ocupando de questões doutrinárias que nada tem a ver com e destino eterno das almas. Isto é uma grande distração e uma perda de tempo.

 

3 – A Distração Política – Atualmente muitos crentes tem se envolvido na política. É realmente muito importante que crentes chamados por Jesus estejam atuando em todas as áreas da sociedade. Agora, eu penso que para você ter um cargo político no governo, em primeiro lugar você deve ter certeza que Deus o colocou lá, o chamou para isso. Quando isto não acontece, torna-se uma distração, pois desvia-se do principal, perde-se o foco. Nossa dupla missão como cristão é: Conhecer a Jesus Cristo e compartilhar seu amor com os que ainda estão perdidos. Realizar isso na política é possível, se, não perdermos a prioridade.

Hoje vemos muitos crentes e até pastores discutindo assuntos tais como aborto, homossexualismo, reforma agrária, maioridade penal, pena de morte, etc. A pergunta que faço é: – Deus te chamou para defender esta causa?

Enquanto gastarmos tempo e energia nos empenhando em corrigir o modo de pensar das pessoas, estaremos perdendo nosso tempo e energia. Se nos concentrarmos em mudar leis com a finalidade de mudar corações, estamos colocando a carreta na frente dos bois. A verdade é que os seres humanos pecadores que não tem temor de Deus, não vão parar de praticar o aborto, o homossexualismo, a violência, drogas e outros pecados, até que Jesus Cristo volte a esta terra para transformá-la em uma Nova Terra.

É ótimo ver um crente ganhando uma cadeira na Câmara dos Deputados ou no Senado. Realmente devemos ajuda-los em suas campanhas. Mas não podemos esquecer que estamos em território inimigo aqui no mundo, não somos daqui. Aqueles que são nascidos de novo nunca serão maioria. Isso foi dito de maneira bem clara por Jesus em Mateus 7:13-14. Podemos até participar de marchas pra Jesus, nos envolver em movimentos pró-vida, e apoiar candidatos políticos crentes, mas precisamos manter como prioridade o que é prioritário.

Quando compartilharmos as verdades transformadoras do evangelho, os corações serão transformados. E só então as mentes serão também mudadas.

Coloquei apenas 3 exemplos de distrações que muitas vezes desviam a igreja de hoje do seu chamado principal. Esses atalhos sutis podem inibir nosso crescimento, direcionando nosso tempo, talento e tesouro para causas e movimentos que nada tem a ver com nosso chamado em Cristo. São itens que não estão no centro, no cerne do verdadeiro discipulado. Quanto menos tempo dedicarmos a conhecer Jesus e a torná-lo conhecido, menos cresceremos na vida espiritual.

Paulo nos ensina qual é a prioridade em Colossenses 1: 27-29.

 

 

Ponha em discussão:                          

  • Faça da sua família, uma igreja! Faça um culto semanal na sua casa!

 

 

 

 

 

Pr. Enoque Müller Pedroso nasceu na cidade de Canoas/RS. É Técnico em Eletromecânica, formado também em Teologia pela EETAD (Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus). Em 2006 deixou um promissor emprego na secção administrativa, do setor de manutenção mecânica de uma grande empresa no ramo do vestuário, para assumir em tempo integral o ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.