Dez estratégias para ir além X

Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hb 12:14)

De nada adiantará ter reuniões com milhares de pessoas cantando com vozes angelicais se não houver vida cristã autêntica em cada indivíduo.

Este artigo é baseado em uma publicação da revista IMPACTO escrito pelo irmão Harold Walker. O texto original foi publicado na revista em 2012.

Ano 14/Edição72/2012. IMPACTO. A Revista que faz pensar. https://www.revistaimpacto.com.br/

 

 

Hebreus 12:14

  1. Santificação Pessoal. “Apesar da ênfase nestes dias ser mais do coletivo do que o individual, não podemos ir para o outro extremo e esquecer a importância da vida pessoal com Deus. A igreja gloriosa, não será formada por ações em massa, feitas por atacado, e sim pela obre personalizada do Espírito Santo dentro de cada um dos milhões de cristãos que a compõem. De nada adiantará ter reuniões com milhares de pessoas cantando com vozes angelicais se não houver vida cristã autêntica em cada indivíduo. Jamais iremos além como igreja se cada santo não estiver indo além em sua santificação pessoal.

Santificação envolve muito mais do que só ficar livre de pecados. Santificação significa que Deus tem posse completa de todo o nosso ser. Não abrange somente deixar de fazer coisas erradas, mas também o lado positivo de fazer as “obras preparadas para nós antes da fundação do mundo”. Santificação é ser de fato um holocausto vivo e, experimentar na prática a “boa, santa e agradável vontade de Deus”. Mas também não para aí: além das áreas de fazer ou deixar de fazer coisas, envolve as motivações e atitudes profundas do coração.

Davi matou Golias com pedras lisas (1 Sm 17:40). Salomão construiu o templo com pedras talhadas perfeitamente, milimetricamente, de tal forma que não se ouvia barulho de qualquer ferramenta de metal quando eram colocadas em seus devidos lugares. (1 Reis 6:7). Hoje temos sérios problemas na liderança e em todas as áreas da vida da igreja porque temos muitas “quinas” e “pontas” afiadas. Temos dons e ministérios, mas com o fluir delas, sai muito veneno misturado. Nossas amarguras e frustrações pessoais acabam contaminando nossa mensagem e machucando as pessoas.

Porém, não precisamos desanimar: o Espírito Santo trabalha incansavelmente para nos “talhar”, “lixar” e “polir”. Se reconhecermos isso e aceitarmos suas repreensões e seus agentes especiais (nossos familiares, amigos, irmãos e colegas no ministério e mais as circunstâncias adversas), poderemos cooperar com ele e apressar essa obra difícil, porém maravilhosa. À medida que essa obra santificadora se processar em nosso interior, todas as farpas naturais do temperamento serão retiradas, e nos tornaremos maduros, quebrantados, humildes e amorosos. Vamos nos submeter voluntariamente ao senhorio de Cristo permitir que Ele nos faça pedras LISAS.”

 

 

Ponha em discussão:                          

  • Você conhece alguém que já foi crente e hoje está parado? Ore por ele!
  • Faça da sua família, uma igreja! Faça um culto semanal na sua casa!

 

 

 

Pr. Enoque Müller Pedroso nasceu na cidade de Canoas/RS. É Técnico em Eletromecânica, formado também em Teologia pela EETAD (Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus). Em 2006 deixou um promissor emprego na secção administrativa, do setor de manutenção mecânica de uma grande empresa no ramo do vestuário, para assumir em tempo integral o ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.