Réveillon 2016

Estamos iniciando mais um ano e antes de qualquer coisa, quero desejar a todos um grande ano, cheio de realizações, com muita paz, muita saúde e que Deus realize os seus propósitos que Ele tem para vocês durante esse novo ano que se inicia.

Dito isto vamos falar sobre o que nos reserva este novo período marcado pelo fim de 12 meses ou 365 dias. A chegada de um novo ano é mais organizacional do que qualquer outra coisa. Anos, meses, semanas, dias serve para relembrar acontecimentos e comemorar ou tentar esquecer momentos da nossa vida. Existem várias explicações sobre a contagem dos tempos e sua divisão por anos, e todas elas tem a ver com a religião. No mundo todo o tempo está relacionado à religião, pois a maioria das religiões crê que o mundo foi criado por um ser superior, pelo menos aquelas que agregam um maior número de seguidores, da mesma forma todas elas concordam numa coisa; uma grande mudança irá acontecer, alguns preveem o fim do planeta terra, outros o fim da sociedade que vivemos. O calendário hindu possui uma contagem regressiva e prevê o fim de tudo daqui a 432 mil anos. E você, como entende o período que vivemos?

A minha avaliação é baseada na Bíblia Sagrada e segundo os seus escritos estamos realmente no fim dos tempos. A volta de Jesus na minha contagem de tempo é assim: Cada dia que passa eu diminuo um, para a volta do Messias. Os sinais apontam para o cumprimento total das escrituras sagradas. Porém a própria Bíblia alerta que o dia e a hora não foram revelados a ninguém, somente o PAI sabe (Mt 24:36).

Já li sobre muitas previsões da volta de Jesus, em minha opinião todas as previsões da volta de Jesus feitas antes de 1948 eram todas falhas, pois Cristo nunca retornaria a terra sem a restauração da nação de Israel. Porém a partir da criação do Estado de Israel o tempo começou a correr mais depressa. E mais do que isso, a aceitação dos judeus de que Jesus filho de Maria é o Messias apressou este processo.

Eu penso que alguns fatores presentes atualmente, comprovam a eminente volta de Jesus. Sem falar em guerras, terremotos, doenças, fome e etc., pois isso já está logicamente falando por si; quero enumerar alguns itens que comprovam o cumprimento do plano divino para esta geração.

1. Judeus cristãos – Para se cumprir que os irmãos judeus recebam o Messias dizendo: “Bendito aquele que vem em nome do Senhor” (Mt 23:29). Toda a nação de Israel está cheia de Judeus convertidos ao evangelho de Cristo. Existem dezenas de Igrejas e Ministérios em solo israelense, inclusive Ministérios enviando missionários judeus para evangelizar a Europa e a China.

2. Nações em bloco – Outra parte importante das profecias a respeito da volta de Jesus é a globalização. A união das nações em torno de interesses comuns, que quase sempre é financeiro. Isto faz com que fique mais fácil governos influenciarem uns aos outros quanto a decisões cada vez mais contrárias a vontade de Deus.

3. Família – O entendimento e a aceitação pela maioria da sociedade quanto a destituição da família como célula-máster da sociedade. A valorização do indivíduo como um só, egoísta e excêntrico com maior liberdade, sem os parâmetros de conduta de uma família. Igrejas pentecostais no Brasil conhecidas pela doutrina ortodoxa, liberaram o divórcio para pastores. O resultado desta decadência moral é sentido em todo o mundo.

4. Igrejas Homossexuais – O homossexualismo é uma prática antiga, que começa imediatamente após a queda do homem no Éden. Porém nunca antes eles se aventuraram a fundar uma instituição religiosa reconhecida como “igreja” em que se prega o homossexualismo abertamente como uma prática apoiada pela Bíblia. Deus condena claramente esta prática, abra a Bíblia em Levítico 18:22 e 1 Coríntios 6:9-10. Usam a mesma Bíblia que todos os cristãos, cantam as mesmas músicas, a liturgia é a mesma de qualquer igreja evangélica, existem até homossexuais pentecostais que falam em línguas estranhas e fluem nos “dons do espírito”.

Este é o mais forte sinal, pois os adeptos dessa atitude, sempre estiveram a margem da mídia e das instituições religiosas. Havia uma barreira pela diferença de atitudes entre eles e as igrejas, porém agora pregam a “liberdade no amor” com a Bíblia em punho dizendo-se cheios do “espírito de deus”.

Com tudo isso meus irmãos, a previsão para 2016 é um ano cheio de dificuldades se você quiser viver de acordo com o sistema atual; e cheio de alegria, paz na terra a todos os homens que são de “boa vontade”, pois Jesus Cristo está em nós. E aquele que está em Cristo é uma nova pessoa, as coisas velhas já passaram eis que tudo se fez novo! (2 Cor 5:17)

Feliz 2016, MARANATA!

Pr. Enoque Müller Pedroso



(Crédito Fotos: Caroline Pedroso / Mara Albernaz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.